,

,

.

.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

CORREIOS DE SANTANA NÃO CUMPRE CRONOGRAMA DE IMPLEMENTAÇÃO DE SEGURANÇA.

 Em Outubro de 2016 o Ministério Público Federal impôs um prazo de 20 dias para que as agências dos Correios em todo o território nacional que funcionem como banco postal implementem a segurança adequada para evitar assaltos em seu interior.
Autoridades policiais locais dizem que o Correio de Santana se tornou uma "Bomba Relógio" e seria como um "Banco sem segurança," já que a mesma exerce a função de banco postal, fazendo movimentações significativas de dinheiro em espécie diariamente.
Não há porta giratória, tampouco um vigilante, restando aos clientes ficarem completamente desprotegidos. Os assaltantes encontram facilidade em adentrar na agência, e a ação dura minutos, ou até mesmo segundos, já que nada os impede de executa-la em seu interior.
Foram 3 assaltos nos últimos meses e ainda não se sabe porque não há um agente de segurança como nas agências de Santa Maria da Vitória e na de São Félix do Coribe. Até mesmo a agência de Jaborandi, município com 1/3 da população de Santana possui um vigilante armado.
"Muitas vezes a população não entende, mas como qualquer outro município do porte de Santana na região, só há uma viatura da PM para cobrir a cidade e todos os seus povoados, portanto, não há condições da Polícia ficar 24 hrs na frente da agência a fim de evitar um assalto de 2 minutos quando a culpa é da administração por não prover a segurança necessária no estabelecimento" disse um agente de segurança.
A agência de Santana virou "Caso de Polícia." Apesar da falta de meios de segurança a unidade deve reabrir nos próximos dias.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Cotidiano Policial. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Nossa equipe poderá retirar, sem prévia notificação, comentários que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.