,

,

.

.

sábado, 2 de maio de 2015

CÂMARA DE VEREADORES APROVA DIA DO MAÇOM NA CIDADE DE SANTANA.

                        Bom dia Cotidiano Policial,Solicito a publicação tendo com fonte da matéria a abaixo:
                                                    Fonte: Jornal Nova Fronteira


Maxwell Rodrigues de Queiroz
Chanceler da Loja Maçônica
Sargento de Carreira Reformado do Exército Brasileiro

      Câmara Municipal de Vereadores de Santana, Oeste da Bahia, aprovou no último dia 17 de abril, a Lei que institui o Dia do Maçom na cidade. A Lei, de autoria da vereadora Sônia Maciel de Almeida, passa a ser comemorada no dia 20 de agosto de cada ano, e é uma homenagem relativa à Loja Maçônica Filhos de Jerusalém nº 85, Oriente de Santana.
Segundo Sônia Maciel de Almeida, é uma grata satisfação ser autora deste projeto e ter aprovação e o reconhecimento da Câmara em relação ao trabalho competente realizado pela entidade.
Exmº Presidente da Câmara de Vereadores, Senhores Vereadores:
Em seu depoimento, Maxwell Rodrigues de Queiroz, Chanceler da Loja Maçônica Filhos de Jerusalém Nº 85, Oriente de Santana/Bahia, aproveito para agradecer a aprovação do Dia do Maçom.
Neste momento, sentimo-nos imensamente felizes,e venho em nome da Loja Maçônica Filhos de Jerusalém Nº 85, Oriente de Santana Bahia agradecer a Nobre Vereadora Sônia Maciel pelo esforço junto aos nobres colegas a aprovação do projeto de Lei Municipal do dia  do maçom santanense.
O presente Projeto de Lei aprovado tem o objetivo de prestar homenagem a esta Instituição pelos relevantes serviços prestados a nossa cidade e ao mundo ao longo dos anos.
Sem sombra de dúvida, nenhuma organização é tão fascinante e ímpar quanto à gloriosa Maçonaria. Com a missão de tornar homens bons, melhores, ela conseguiu a proeza de permanecer intacta às intempéries da vida, mantendo-se firme como os preceitos que a impulsionam. A trilogia Igualdade, Fraternidade e Liberdade são dignas de atenção, pois apresenta conceitos modernos e indispensáveis para um convívio melhor na sociedade. Há séculos, esses são conceitos conhecidos, praticados e divulgados por seus integrantes.
Hoje, fala-se muito em ecumenismo como forma de resposta aos conflitos religiosos. Contudo, a Maçonaria foi a primeira entidade em que a fé individual foi utilizada como instrumento de integração, e não como combustível para sangrentas guerras – provando que todos somos filhos do mesmo Criador, ou seja, irmãos, e podemos viver realmente como tal, independente da religião a qual pertençamos.
Atualmente, percebemos que o racismo é uma patologia temível, que coloca em risco a humanidade, então, notamos o valor do exemplo da fraternidade maçônica, pois esta abomina todas as formas de racismo.
A filantropia, um de seus estandartes, tem uma característica própria que deixa esse gesto mais nobre: o silêncio, em que, na grande maioria das vezes, nem o próprio beneficiado tem conhecimento de seu benfeitor. Esse condimento não só deixa caracterizada a verdadeira caridade, como nos ensina que não devemos fazer as coisas boas, se podemos fazê-las perfeitas.
Num universo tão eclético, seus congregados aprendem a honrar três grandiosos pontos, que são sagrados em todos os lugares: Deus, Pátria e Família. Independente da cultura, esses tópicos são unanimidade – os mais valiosos que um povo pode possuir. Percebemos que, quando tais ícones são desonrados, as conseqüências são enormes.
Porém, investida de tais predicados, foi sempre alvo constante de perseguições, injúrias e preconceitos, pois jamais se alienou perante as mudanças globais, mostrando-se como obstáculo para caprichos de déspotas; prova disso é que há, até os nossos dias, histórias “fantásticas” pulverizadas nas mentes férteis das massas, associando Maçonaria a elementos malignos: idéias como “os maçons praticam magia negra” estão presentes e geram relatos tão absurdos quanto à maldade de quem os criou.
Certamente, a razão fundamental para que a Maçonaria não se tornasse apenas uma mera coadjuvante na história da humanidade foi a dedicação e a disciplina de seus integrantes, pois apesar das lutas, não se inclinou para os problemas, ao contrário, a cada obstáculo se fortaleceu.
Privilegiando os excluídos, defendendo a ética, respeitando as autoridades, incentivando a paz, lutando contra vícios e cultivando a moral, ela segue firme em sua jornada que é a disseminação desses valores, que são tão grandiosos e estão além do nosso plano material, pois a certeza da imortalidade da alma e a crença da existência de um Ser Supremo são os geradores de tanta energia positiva, e com toda certeza, são companheiras dos maçons em qualquer trajeto, seja no cotidiano ou na esperança de uma vida posterior.
A Maçonaria é uma Ordem Universal formada de homens de todas as raças, credos e nacionalidades, acolhidos por suas qualidades morais e intelectuais e reunidos com a finalidade de construírem uma Sociedade Humana, fundada no Amor Fraternal, na esperança com amor a Deus, à Pátria, à Família e ao Próximo, com Tolerância, Virtude e Sabedoria e com a constante investigação da Verdade e sob a tríade LIBERDADE, IGUALDADE E FRATERNIDADE, dentro dos princípios da Ordem, da Razão e da Justiça, o mundo alcance a Felicidade Geral e a Paz Universal.
É incontestável a presença da Maçonaria nos principais fatos de historia do Brasil e de nosso Estado. Podemos citar: a Proclamação da República, a Abolição da Escravatura, a Conjuração Baiana, a Inconfidência Mineira, as Revoluções Pernambucanas entre tantas outras.
Como reconhecimento aos diligentes atos e participações históricas na luta pela liberdade do povo brasileiro, nada mais justo que a presente homenagem aos maçons de nossa terra.
Que o Grande Arquiteto do Universo (Deus) proteja a cada um dos Nobres Vereadores de Santana ficando agora cravado na historia de Santana esse feito.
Santana, 25 de Abril de 2015.
Fraternalmente,
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Cotidiano Policial. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Nossa equipe poderá retirar, sem prévia notificação, comentários que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.