,

,

.

.

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Ministro da Justiça vem a Salvador tratar da greve da PM com Jaques Wagner





O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, criticou a greve de policiais militares na Bahia.  Em entrevista coletiva, Cardozo afirmou que a ação é “claramente inconstitucional” e afirmou que o governo federal está enviando reforços da Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal. Além disso, 2.500 militares do Exército e 250 homens da Força Nacional estão sendo deslocados para o Estado. A PM do Estado decidiu paralisar as atividades na noite de ontem após não aceitar proposta de reestruturação da carreira apresentada pelo governo. O ministro estava vindo para Salvador para se reunir com o governador Jaques Wagner nesta quinta-feira (17).

Segundo Cardozo, as reivindicações podem ser legítimas, podem ser justas, mas quando causa prejuízo a sociedade deixam de ser legitima. "Quando elas se colocam contra a sociedade, contra o interesse público, trazendo insegurança e um clima social perverso, não podem ser tidas como legítimas”, disse o ministro. “O Estado brasileiro não aceita que situações desse tipo se coloquem. A sociedade não pode aceitar que pessoas remuneradas pelos cofres públicos ajam dessa maneira”, completou.

Greve na Copa

O ministro criticou ainda a possibilidade de greve de policiais federais durante a Copa do Mundo, que acontece a partir de junho no Brasil. “Não creio que os policiais federais queiram --independentemente do mérito, da justiça ou injustiça do que reivindicam-- se colocar contra o país que juram defender. Não é possível que policiais que juram obediência à Constituição, fidelidade à pátria e ao país toda vez que cantam seu hino, queiram inviabilizar o nome de seu país no mundo”, afirmou.


Fonte:BOCÃO NEWS
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Cotidiano Policial. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Nossa equipe poderá retirar, sem prévia notificação, comentários que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.