,

,

.

.

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

CAPITÃO AGRIDE PMS EM CIPM DE JUAZEIRO, DENUNCIA ASPRA

Nesta terça-feira (22), a Associação dos Praças, Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra) recebeu uma denúncia na qual um capitão é acusado de agredir dois policiais militares na Companhia Independente de Juazeiro, no norte na Bahia. De acordo com a Aspra, os soldados Paulo César Gomes da Silva e Damião Pereira de Santana foram vítimas na manhã de segunda-feira de abuso de poder enquanto estavam em serviço na 78ª CIPM/Juazeiro, a 502 Km de Salvador. Conforme denúncias , eles foram chamados à sala do Capitão Josiedson Mendes Leandro para darem recebido em uma escala. 
 
Ainda conforme a Aspra, os PMs estranharam a orientação já que a escala estava fixada no mural. "Em nenhuma companhia da Bahia, as escalas são assinadas. Os comandantes fixam as escalas nos murais o que já é suficiente para comunicar os PMs do dia de serviço", afirmou o soldado Prisco. Quando os PMs se recusaram a dar o recebido, o capitão partiu para cima do soldado Damião e o agride física e verbalmente. 
 
 
"O soldado César inclusive responde a um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) por ter entrado com mandado de segurança pedindo horário para estudo. Ele também foi comunicado por pedir folga um dia após de doar sangue, o que é direito previsto em lei", reclamou o soldado Prisco, coordenador-geral da Aspra. Diretores da regional Aspra Juazeiro tiveram ciência dos fatos por volta das 11h30, minutos após as agressões físicas e verbais. "Eu e os familiares dos PMs fomos impedidos de entrar na unidade. Um capitão pediu que nos informassem que os "presos" estavam incomunicáveis", afirmou um dos diretores da regional de Juazeiro. Os militares continuam presos.
 
Ao site Bocão News, Prisco informou que "iremos pedir a soltura dos policiais junto à Auditoria Militar e depois instaurar queixa crime por agressão física contra eles. Iremos entar com ação por abuso de poder, assédio moral e abuso dse autoridade. A população não tem noção de como os policiais são tratados no quartel", salientou o edil.

FONTE: SITE BOCÃO NEWS.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

2 comentários:

  1. vagabundo, sem noção... e desequilibrado... se algum praça abrir os dentes pra um tipo desse que não só desrespeitou um subordinado (ou será que respeito é só para os superiores), mas a farda, a instituição, os preceitos que regem a policia militar da Bahia. quero ver se seus colegas oficiais vão fechar os olhos pra isso tbm

    ResponderExcluir
  2. é só colocar esse vagabundo no corredor poloneis para ele ver quantos pau faz uma canoa.

    ResponderExcluir

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Cotidiano Policial. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Nossa equipe poderá retirar, sem prévia notificação, comentários que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.