,

,

.

.

domingo, 25 de agosto de 2013

TRABALHADOR RURAL É PRESO ACUSADO DE ABUSAR SEXUALMENTEDE FILHA DEFICIENTE

Um trabalhador rural foi preso na quinta-feira (22) acusado de abusar sexualmente da filha de 27 anos, que sofre de deficiência mental e auditiva. O caso foi em Santa Maria da Vitória, no Oeste baiano.
imagem ilustrativa.
Com ajuda de uma psicóloga, a moça, que não fala, expressou que o pai, Almiro de Oliveira, 54 anos, a obrigava a fazer sexo quando o restante da família não estava em casa. O abuso acontecia há alguns anos.

Almiro teve a prisão preventiva decretada há cinco dias. Ele foi indiciado por estupro de vulnerável. Reconhecido pela vítima como o responsável pelos abusos, o trabalhador rural foi encaminhado para a carceragem da delegacia de São Félix do Coribe.

O criminoso foi denunciado ao Conselho Tutelar por um filho, que surpreendeu o pai saindo nu do quarto da irmã semanas atrás. 

FONTE: correio24horas.com.br
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

5 comentários:

  1. isso é ser Desumaano...
    os colegas de sela devem dar oq ele merece agora....
    fazer ele de bonequinha
    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Agora ele, ou melhor ela, vai sentir na própria carne o que, outrora praticara com essa indefesa.

    ResponderExcluir
  3. concordo plenamente se todos que cometecem um crime fizessem com ele do mesmo jeito neguinho ia pensar 2 vezes antes de cometer um crime.

    ResponderExcluir
  4. CONCORDO com vocês, todo patífe que cometece esse tipo de críme tinha que ser castrado e feito a cirurgia de mudança de sexo, para mais nunca ele abusar de outra pessoa, ou então fuzila-lo.

    ResponderExcluir
  5. Cadeia nesse vagabundo!! URGENTE!!! MERECE mofar na cadeia!!! É o fim do mundo!! DESUMANO!!! Isso NÃO É UM PAI, É UM MOSTRO MESMO!!!

    ResponderExcluir

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Cotidiano Policial. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Nossa equipe poderá retirar, sem prévia notificação, comentários que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.